Constantemente cansado: 12 alimentos que consomem energia

Constantemente cansado: 12 alimentos que consomem energia

comida é uma fonte de força e energia – pelo menos é o que pensamos. No entanto, em muitos casos ocorre exatamente o contrário: devido à sua natureza ou fabricação do produto, muitos alimentos contêm substâncias especiais que roubam a energia do corpo e, portanto, podem causar lentidão e cansaço. A comida deve, portanto, ser selecionada e apreciada com muita consciência, para que você possa enfrentar cada dia com energia suficiente. Os seguintes alimentos drenam ativamente a energia do corpo:

1. Álcool

O álcool suprime a produção de glutamato. Em circunstâncias normais, este neurotransmissor estimulante aumenta a atividade cerebral e os níveis de energia. O consumo de álcool suprime essa atividade, de modo que o cérebro recebe significativamente menos informações.

2. Queijo

A maioria dos queijos é feita de leite de vaca, que geralmente contém hormônios de crescimento e antibióticos. O consumo excessivo de queijo pode fazer com que essas toxinas e hormônios se acumulem no corpo e reduzam a produção de testosterona. Isso leva a uma queda no desempenho e significativamente menos autoconfiança, especialmente nos homens.

3. Hortelã

A hortelã consiste em uma substância ativa – mentol. No entanto, como o mentol reduz os níveis de testosterona, esta erva tem um impacto significativo na potência masculina. Portanto, em caso de consumo excessivo de hortelã, uma mudança prolongada na dieta deve ser considerada.

4. Comida de lata

Basicamente, a comida de lata é uma opção nutricional muito prática e que economiza tempo, mas cuidado: a comida enlatada contém grandes quantidades de sódio e BPA (= bisfenol A) – essas duas substâncias permitem que ela dure muito tempo os pratos. No entanto, ao mesmo tempo, eles também levam ao aumento da pressão arterial e à interrupção de todo o equilíbrio hormonal.

5. Carnes processadas

As carnes processadas, como cachorros-quentes, hambúrgueres, carne enlatada e bacon, são ricas em sódio, hormônios, conservantes e antibióticos. Esses aditivos diminuem o fluxo sanguíneo e, assim, garantem que quaisquer órgãos sejam menos supridos de sangue (e, portanto, também de oxigênio). Este atraso no processo rapidamente se manifesta em lentidão e fadiga.

6. Pipoca

A embalagem de muitos tipos de pipoca contém a substância “ácido perfluorooctanóico”. Este componente é frequentemente associado a doenças da tireoide e problemas de próstata. A pipoca absorve as menores quantidades do ácido, o que inibe a produção do hormônio da glândula tireóide. Assim, o metabolismo não é mais estimulado de forma otimizada, o que se reflete em energia reduzida.

7. Alcaçuz

Alcaçuz contém, entre outras coisas, a substância “glicirrizina”, que reduz os níveis de testosterona. O consumo excessivo de alcaçuz pode levar rapidamente a problemas de potência e a uma menor disposição para o desempenho. Portanto, o alcaçuz só deve ser consumido em pequenas quantidades.

8. Café

A cafeína é o estimulante por excelência. Porque a cafeína faz você se sentir mais acordado e em forma, de modo que todos os dias parecem ser muito mais fáceis de lidar. O consumo excessivo de cafeína pode, no entanto, ter muitas consequências: aumento do estresse (resultando em maior suscetibilidade ao estresse), aumento da produção de cortisona e exaustão crônica. Portanto, é melhor usar café descafeinado com mais frequência.

9. Limonada dietética A limonada dietética geralmente contém um adoçante artificial (“aspartame”), o que significa que a bebida tem significativamente menos açúcar e um sabor menos doce. No entanto, este açúcar substituto tem consequências de longo alcance: baixando os níveis de serotonina, diminuindo a energia, desencadeando depressão e reduzindo a libido. Assim, a limonada “normal” em quantidades menores é significativamente mais saudável do que a variante da dieta.

10. Doces

A maioria dos doces contém grandes quantidades de açúcar branco. No entanto, esse açúcar pode levar à letargia, letargia e até inúmeras doenças. Portanto: doces com moderação, prefira frutas doces!

11. Bebidas energéticas

Estas bebidas destinam-se a dar energia e impulso ao corpo. No entanto, esses produtos sintéticos precisam ser metabolizados pelo fígado, o que significa um aumento do gasto energético para esse órgão. O resultado: o organismo carece dessa energia, de modo que corpo e mente se sentirão fracos e cansados a longo prazo.

12. Sal e açúcar

Alimentos que contenham sal e açúcar só devem ser consumidos em pequenas quantidades. Porque esses dois componentes garantem um rápido aumento do índice glicêmico. Embora isso resulte em uma rápida explosão de energia no curto prazo, resulta em uma baixa sustentada no longo prazo.